WHEY PROTEIN, BCAA E GLUTAMINA SÃO TODOS AMINOÁCIDOS, QUAL A DIFERENÇA?

Whey protein, BCAA e glutamina são aminoácidos e isto é fato, mas para você que malha poder fazer a sua suplementação de forma adequada precisa para começo de conversa precisamos entender a diferença entre aminoácidos não essenciais, e aminoácidos essenciais e também estipular um objetivo com o seu treino.

Defina um objetivo para as suas atividades físicas antes de decidir por Whey protein, BCAA e glutamina.  Você pretende emagrecer e ganhar massa magra? Ou ganhar massa muscular para competir em algum esporte de impacto? É fisiculturista e precisa de mais tamanho do que resistência? Essas perguntas são cruciais para quem decide tomar um suplemento.

O whey protein, o BCAA e a glutamina são parecidos quando se fala de desempenho físico e aumento da produtividade nos treinos, mas com o passar do tempo os resultados de cada um são diferentes e poderiam por isso interferir drasticamente nos resultados das suas atividades.

Então quer entender como isso é possível se esses três compostos são tão parecidos e chegam a participar dos rótulos um do outro quando se fala de suplementação? Para isso você deve levar em conta as necessidades do seu corpo de acordo com a intensidade do seu treino e a qualidade e a quantidade de aminoácidos que você precisará para se sentir bem no pós-treino, somado a isso faça com o seu nutricionista um cronograma de dieta balanceada e tire todas as dúvidas sobre quais aminoácidos você precisa mais para atingir os seus resultados, quaisquer que sejam eles.

Já que as diferenças entre o Whey protein, BCAA e a glutamina começam exatamente nesse ponto. Veja bem e fique atento, aminoácidos não essenciais são as vitaminas que o corpo humano precisa por um motivo ou outro, como a vitamina C, Ferro, cálcio e Etc. Mas os aminoácidos essenciais são os que muitas vezes precisam ser suplementados, por se tratarem de vitaminas não produzidas pelo corpo.

 

A glutamina e o Whey protein

BCAA-2

A glutamina é um desses aminoácidos não essenciais e mais, ela pertence a uma classe muito especial, a dos aminoácidos que tem potencial para turbinar e muito os treinos através do aumento do desempenho e melhoras na velocidade e a qualidade da recuperação.

O seu corpo fabrica glutamina para ajudar na renovação e recuperação diária dos seus tecidos e quanto mais glutamina o seu copo fabricar melhor é a renovação das suas células e assim tudo fica mais fácil porque a imunidade aumenta e cada pequena característica dos seus tecidos como, cabelos unhas e pele ganham um novo folego e podem responder a esse aminoácido de forma realmente muito positiva exibindo brilho beleza e aspecto muito mais saudável.

Existe uma outra classe de aminoácidos a chamada aminoácidos essenciais, que como já dissemos são os que o corpo humano precisa muito, mas não produz por si só, e está aí a importância da boa alimentação.

O whey protein é a proteína isolada do leite, processo que ocorre em uma parte do procedimento de fabricação de queijos, e este tipo de proteína é considerada essencial porque aumenta a imunidade e a absorção de cálcio fazendo a melhora de tantos aspectos físicos e de forma tão saudável que em alguns países da Europa o Whey protein é indicado até para crianças e idosos com alguma deficiência que envolva musculatura esquelética ocasionada por carência de cálcio por exemplo.

 

O que você precisa saber sobre o BCAA

Já quando o assunto é o BCAA (aminoácidos de cadeias ramificadas), é necessário lembrar que apesar desse composto se tratar basicamente de aminoácidos essenciais como a leucina, Avalina e a Isoleucina, os BCAAS estimulam o aumento da insulina de formam muito significativa, e é por isso que o efeito chega a ser notado tão rapidamente no aumento dos músculos. Mas o aumento de insulina pode ser um perigo para quem já tem a doença, ou tem tendência ao diabetes e por isso, esse efeito anabolizante deve ser visto com cautela.

O BCAA tem como principal função o aumento dos músculos e da síntese proteica, fazendo quem ingere absorver muito mais proteína dos alimentos que ingere e novamente temos a necessidade de uma boa alimentação evidenciada.

 

Whey protein, BCAA e Glutamina

BCAA-1

Em primeiro lugar todos esses suplementos podem ser tomados juntos? Depende do que disser o seu nutricionista, mas na maioria dos casos a resposta é sim, whey protein, BCAAs e Glutamina podem ser ingeridos juntos, mesmo que no rotulo do seu whey haja uma descrição sobre glutamina, fique atento porque pode se tratar da glutamina peptídeo e não é desse tipo que estamos falando, e talvez você precise procurar a glutamina isolada. Mas qual desses suplementos é o melhor? Bem cada um tem seu ponto forte e fraco, mas fizemos uma relação deles para facilitar a sua vida.

  • O melhor em desempenho (pré-treino).  São os BCAAs porque começam a síntese proteica muito mais rápido e com isso o ânimo para treinar aumenta bastante.
  • O melhor em recuperação (pós-treino). A glutamina porque tem alto potencial na restauração dos tecidos
  • O melhor na velocidade dos resultados. O efeito anabolizante dos BCAAs é muito mais rápido do que os dos outros suplementos.
  • O melhor para a saúde de forma geral. Nesse aspecto vence o Whey protein com as suas inúmeras vitaminas quaisquer que sejam os tipos de whey ponderados.
  • O melhor para evitar catabolismo (perda de massa magra) é a glutamina, porque é absorvida pelo corpo muito mais rapidamente.

Converse sobre isso cm o seu nutricionista, e tenha em mente que a sua alimentação por si só também funciona, e lembre-se nunca fazer dieta alguma baseada apenas em suplementação. Afinal o nome já diz tudo e os suplementos não devem servir como fonte principal de nutrição.

Deixe sua opinião nos comentários e conte para nós se você toma whey protein, BCAA e glutamina, e como tem sido a sua evolução nos treinos.

Dica: clique aqui para comprar whey protein, BCAA e gultamina com desconto

WHEY PROTEIN, BCAA E GLUTAMINA SÃO TODOS AMINOÁCIDOS, QUAL A DIFERENÇA?
5 (100%) 7 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *